Samsung e Micron alertam que lockdown em Xian pode atrapalhar fabricação de chips

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 30/dez2 min de leitura

Por Joyce Lee e Manya Saini e Heekyong Yang


(Reuters) - Samsung e Micron, dois dos maiores fabricantes de chips de memória do mundo, alertaram que as rígidas restrições contra a Covid-19 na cidade chinesa de Xian podem atrapalhar seus locais de fabricação de chips na região.


O lockdown na cidade aumenta a pressão sobre as cadeias de abastecimento globais e contribui para um ano tortuoso para os exportadores que enfrentam custos de frete muito mais altos, além dos preços das matérias-primas, incluindo semicondutores, disparando em meio à pandemia de dois anos.


As restrições podem causar atrasos no fornecimento de chips de memória DRAM, amplamente usados ​​em data centers, disse a Micron na quarta-feira.


As restrições, que entraram em vigor no início deste mês, podem ser cada vez mais difíceis de mitigar e resultaram em menores níveis de pessoal no local de fabricação, acrescentou a Micron.


A instalação de semicondutores da Samsung em Xian está operando normalmente, informou o grupo de mídia chinês Yicai na quinta-feira.


O provedor de análises TrendForce também disse que a fábrica em Xian da Samsung está produzindo sem interrupções significativas por enquanto e o fornecimento de matérias-primas parece suficiente, mas pode haver um ligeiro declínio na produção se a pandemia não for controlada.


A TrendForce disse que os fabricantes de smartphones e notebooks podem ser afetados diretamente por quaisquer mudanças nas operações na base de produção de Xian, mas observou que o nível de estoque relativamente alto da Samsung pode atender aos compradores sem problemas no curto prazo.


As autoridades chinesas impuseram restrições às viagens dentro e fora de Xian a partir de 23 de dezembro, em linha com a iniciativa do governo chinês de conter imediatamente os surtos assim que surgirem.


"Estamos explorando nossa cadeia de suprimentos global, incluindo nossos parceiros subcontratados, para ajudar a atender nossos clientes para esses produtos DRAM", disse a Micron em uma postagem.


A empresa acrescentou que está trabalhando para minimizar o risco de transmissão do vírus e tem empregado medidas, incluindo distanciamento físico e testes no local, e está incentivando a vacinação.

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.