Polícia britânica investiga Lapsus$ e acusa 2 adolescentes por crimes cibernéticos

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 01/abr1 min de leitura

Por William Schomberg


LONDRES (Reuters) - A polícia da cidade de Londres, que está investigando o grupo de hackers Lapsus$, disse nesta sexta-feira que acusou dois adolescentes de crimes cibernéticos.


Um jovem de 16 e outro de 17 anos foram acusados de acesso não autorizado a um computador com a intenção de prejudicar a confiabilidade dos dados, fraude por falsa representação e acesso não autorizado a um computador com a intenção de impedir o acesso aos dados, disse a polícia.


O jovem de 16 anos também foi acusado de executar uma função para proteger o acesso não autorizado a um programa, disse o inspetor Michael O'Sullivan.


Relativamente recém-chegado ao concorrido mercado de extorsão digital, o Lapsus$ surpreendeu e desconcertou os especialistas em segurança cibernética em igual medida com sua combinação de artimanhas juvenis e acesso de alto nível a algumas das maiores empresas do mundo.


O grupo de hackers tem como alvo empresas como Microsoft e Okta, uma empresa de serviços de autenticação na qual milhares de grandes empresas confiam.


Um porta-voz da polícia da cidade de Londres se recusou a confirmar ou negar que os adolescentes tenham sido acusados ​​em conexão com a investigação Lapsus$.


A polícia britânica geralmente não identifica suspeitos.


A força disse em março que prendeu sete pessoas com idades entre 16 e 21 anos após uma série de hacks da Lapsus$.

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.