Passo a passo para melhorar a segurança do seu celular

Letícia Almeida

Publicado 20/mai3 min de leitura

Resumo

Funções disponíveis nos próprios sistemas operacionais garantem uma camada extra de proteção aos acessos do seu dispositivo

Aplicativos de bancos, aplicativos de delivery, marketplaces e até sites de viagens são apenas alguns das dezenas de recursos que os usuários podem acessar por meio do celular. Nessas plataformas, é comum salvar senhas para realizar as operações e ter diversas informações armazenadas. O problema é quando o dispositivo cai na mão de criminosos. É ai que o risco de sofrer fraudes em contas bancárias e nos cartões de créditos cadastrados nas plataformas pode ser grande.

Diversas medidas de segurança para evitar ações indevidas são recomendadas por especialistas, como criar senhas fortes, usar senhas diferentes para cada aplicação e nunca utilizar o recurso de “salvar senha” em navegadores e sites. Ainda assim, não é raro que os criminosos consigam driblar as proteções e invadir as contas.

Como segurança nunca é demais, além de seguir as recomendações, os usuários também podem recorrer a outros recursos para se protegerem, tanto para resguardar os acessos quanto para agirem caso percam o celular. O Inset reuniu algumas ferramentas disponíveis nos sistemas operacionais dos dispositivos que podem ajudar nessa situação e explica, a seguir, o passo a passo de como usá-las. 

Apagar dados 

Se você estiver sem acesso ao seu celular, pode apagar todos os dados e aplicativos do aparelho por outro celular ou pelo computador. 

Em celulares com Apple:

  • Acesse icloud.com/find;
  • Informe o seu e-mail e senha de login na Apple;
  • Na página que surgir, clique em "Todos os dispositivos"; em seguida, clique em "Apagar iPhone".

Em celulares Android:

  • Acesse android.com/find;
  • Informe seu e-mail e senha cadastrados;
  • Clique sobre o dispositivo roubado que aparecer no mapa;
  • Selecione "Ativar bloqueio e limpeza" e, em seguida, em "Limpar dispositivo".

Desconectar das contas vinculadas ao Google

  • Acesse google.com.br e entre em sua conta;
  • No canto direito superior, clique sobre a "bolinha" que exibe a sua foto ou a letra do seu nome;
  • Selecione "Gerenciar sua conta Google" e, na página seguinte, clique em "Segurança", no menu do lado esquerdo;
  • Role a tela e encontre a seção "Seus dispositivos"; acesse "Gerenciar dispositivos";
  • Veja qual é o dispositivo perdido, vá em "Mais detalhes" e selecione "Sair".

Você também pode se desconectar de contas em redes sociais, como no Instagram:

  • Faça login no Instagram por outro dispositivo;
  • Clique em "Configurações", no menu localizado no canto superior no seu perfil;
  • Vá em "Segurança" e, em seguida, em "Atividade de login";
  • Clique nos três pontinhos ao lado de cada local exibido e selecione "Sair" para desconectar.

Restrições no iPhone

Quem usa dispositivos da Apple também pode recorrer a algumas funções de restrições disponíveis no sistema. Originalmente, elas são destinadas ao controle parental, mas também funcionam para evitar que o seu celular seja violado. Para acessá-las:

  • Acesse "Ajustes";
  • Selecione "Tempo de Uso"
  • Em seguida, selecione "Conteúdo e Privacidade".

Lá, é possível impedir alterações do código de desbloqueio do celular – impossibilitando que o criminoso troque a senha de acesso ao telefone –, impedir alterações na conta e também alterações da rede de dados do aparelho. Essa última função evita que a internet seja desativada – caso esteja ligada –, o que impediria o funcionamento do "Buscar meu iPhone".

Também é possível proibir compras no iTunes e na App Store. Isso impede que aplicativos sejam instalados, como o app "Suporte", da Apple, que tem sido usado para redefinir senhas e gerenciar acessos. Confira todas as funcionalidades de restrição da Apple.

Ocultar aplicativos da tela inicial 

Na intenção de dificultar o acesso aos aplicativos que contêm dados importantes, como apps de banco e de deliverys que têm o cartão de crédito cadastrado, os usuários também podem "escondê-los" da tela do celular. 

Em iPhone:

  • Selecione o aplicativo que você quer ocultar e mantenha o ícone pressionado;
  • No menu que surgir, selecione "Remover app"; em seguida, clique em "Remover app da tela inicial".

Com isso, o aplicativo vai "sumir" das páginas principais e ficará armazenado na Biblioteca de Apps, recurso que fica localizado ao final da tela de Início e reúne todos os apps instalados no dispositivo. A funcionalidade está disponível para celulares com iOS 14 ou com versões superiores.

Em Android: 

Para aparelhos Android, é preciso instalar aplicativos que permitam realizar a função. Um deles é o Hidder App. Para usá-lo:

  • Baixe o aplicativo na Play Store;
  • Com a aplicação instalada, vá para a tela inicial do celular e clique no ícone "+";
  • Selecione o aplicativo que deseja ocultar e clique em "Importar";
  • O aplicativo será apagado da tela inicial e deverá ser acessado a partir do Hidder App.

Letícia Almeida

Repórter


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.