Migração para a bolsa americana: entenda como vai funcionar a Assembleia Geral dos acionistas do Inter

Letícia Almeida

Publicado 10/mai4 min de leitura

Resumo

Votação que decidirá sobre listagem na Nasdaq acontece na próxima quinta-feira, dia 12 de maio

O Inter retomou o processo de reorganização societária que vai resultar na migração das ações da instituição para a Nasdaq, bolsa de valores americana. Hoje, os papéis da empresa, agora identificada como Inter&Co, estão listados na B3, bolsa brasileira, mas com a mudança apenas as negociações de certificados de depósito de valores mobiliários (BDRs) serão realizadas aqui no país. A proposta da companhia com este passo é fortalecer sua posição nos mercados internacionais e potencializar a capacidade de investimento e crescimento em todas as linhas de negócio, do banking à plataforma de e-commerce.

Os documentos para a migração foram aprovados pela SEC (U.S. Securities and Exchange Commission), agência reguladora norte-americana similar à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), em 4 de maio. A próxima etapa para que a movimentação seja efetivada é a Assembleia Geral, que vai votar a operação com a participação efetiva dos acionistas do Inter. Entenda abaixo os detalhes do processo. 

Como vai funcionar a Assembleia Geral?

A Assembleia Geral para votar a migração das ações do Inter&Co para a bolsa americana será o momento em que os acionistas da companhia vão decidir pelo apoio à migração. A votação será realizada em primeira convocação no dia 12 de maio às 10:30h, de modo exclusivamente digital. 

Como consequência, os acionistas poderão optar por receber BDRs, recibos de ações estrangeiras da Inter&Co e negociados na B3, que podem ser convertidos em Class A Shares negociadas em Nasdaq na sequência, ou pelo cash-out, com o valor de R$ 38,70. Para essa última alternativa, o limite de resgate é de R$ 1,1 bilhão. 

Quem pode votar na Assembleia? 

Todos os titulares de ações em circulação emitidas pelo Inter, incluindo as ações preferenciais e aquelas subjacentes aos certificados de depósito emitidos pelo Inter (units), terão direito de voto em todas as matérias deliberadas na Assembleia Geral.  

Como faço para participar da Assembleia? 

Os acionistas se credenciam para participar da votação na plataforma digital em que a assembleia será realizada até esta terça-feira (10/5).

Realizei o credenciamento, mas não recebi o convite individual. O que faço?

Caso o acionista não receba o convite individual para participar da Assembleia até três horas antes do início da votação, ele deverá entrar em contato com o Departamento de Governança e com o Departamento de Relações com Investidores pelos e-mails governancacorporativa@bancointer.com.br, com cópia para ri@bancointer.com.br. 

Isso deve ser feito com até três horas de antecedência em relação ao horário de início da Assembleia.

O que acontece se eu não participar da Assembleia?  

O acionista que não se manifestar no período de escolha, não observar os procedimentos para o exercício da opção cash-out ou, ainda, não exercer o direito de recesso, receberá automaticamente a opção BDRs.

O que acontece se a proposta não for aprovada? 

Caso a proposta não seja aprovada pelos acionistas, a operação não será realizada. O Inter permanecerá listado na B3 e os acionistas continuarão com a posição acionária que têm atualmente.

Benefícios da Nasdaq 

Atuando em diversas frentes de consolidação e crescimento da marca, a listagem em Nasdaq pode possibilitar a abertura de novos mercados e acesso a oportunidades que contribuam para a aceleração dos planos de expansão internacional do grupo, possibilitando a ampliação da base de clientes, serviços e oferta de produtos.  

A migração para Nasdaq também deixará a companhia com maior acesso ao mercado de capitais global, com estrutura mais eficiente. Dessa forma, a capacidade de investimento é ampliada e o crescimento em todas as linhas de negócio ficariam mais palpáveis. 

A companhia também espera um potencial de expansão e diversificação da base de investidores, aumentando a liquidez e tornando-a mais atrativa e um novo reposicionamento com a possibilidade de participação em futuras oportunidades internacionais de mercado, como aquisição de ativos estratégicos, consolidação e combinações de negócios.

Letícia Almeida

Repórter


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.