Varejo registra alta de 6,3% no faturamento nominal na Black Friday, diz Cielo-ICVA

Estadão Conteúdo

Publicado 28/nov2 min de leitura
O varejo do Brasil na Black Friday registrou um crescimento de 6,3% no faturamento nominal em comparação com 2020, segundo a Cielo-ICVA - Índice Cielo do Varejo Ampliado. O e-commerce teve alta de 15,3% e o varejo físico cresceu 2%. Os números se referem às vendas do dia 26 de novembro deste ano em comparação com 27 de novembro de 2020.

De acordo com a Cielo-ICVA, apesar do aumento em relação a 2020, o patamar de faturamento do varejo, em termos nominais, foi 9,1% inferior ao registrado em 2019.

O setor que teve o maior avanço no faturamento nominal foi o de Turismo e Transporte. A alta foi de 54,4% sobre o mesmo período de 2020. A maior queda foi registrada em Materiais para Construção, de 9%. A região Sul foi que a teve o maior crescimento no faturamento nominal na Black Friday, com alta de 8,5% sobre 2020, de acordo com o índice.

Considerando o período de 25 e 26 de novembro da Black Friday, o varejo total teve crescimento de 7,8% no faturamento nominal em comparação com 2020 (dias 26 e 27 de novembro). O comércio eletrônico avançou 13,8% em igual comparação e o físico, 4,9%. Nesse período acumulado, o varejo registrou, em termos nominais, um faturamento 1,5% inferior ao de 2019, segundo o ICVA.

Nos dois dias, conforme o índice, o setor de Turismo e Transporte registrou aumento de 54,8% em relação a 2020. Materiais para construção teve recuo de 8,2%. No período, a região Sul também apresentou o maior crescimento no faturamento nominal, com alta de 9,3% em relação aos dias 26 e 27 de novembro de 2020.

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.