Nestlé vai parar de vender ração, café e itens de confeitaria na Russia

Estadão Conteúdo

Publicado 23/mar1 min de leitura
A Nestlé deve reduzir significativamente o que vende na Rússia, suspendendo a produção de alimentos para animais de estimação, café e confeitaria, uma medida que ocorre depois que a fabricante enfrentou pressão de políticos, funcionários e consumidores por sua presença contínua no país. A gigante suíça de alimentos embalados disse nesta quarta-feira, 23, que se concentraria em fornecer alimentos essenciais enquanto a guerra continuar.

Embora a Nestlé tenha suspendido anteriormente as importações e exportações de produtos considerados não essenciais, como cápsulas Nespresso e água San Pellegrino, a empresa manteve todas as seis fábricas russas abertas para produzir produtos para venda local, incluindo confeitos e café.

O anúncio desta quarta-feira significa que a Nestlé suspenderá a "grande maioria de nosso volume pré-guerra" na Rússia, segundo um porta-voz. "Estamos no processo de identificar soluções para nosso pessoal e nossas fábricas na Rússia", disse ele. "Continuaremos a pagar ao nosso povo."

A empresa tem cerca de 7 mil trabalhadores na Rússia.

A Rússia tem sido um mercado atraente para a Nestlé. No mês passado, a empresa creditou a forte demanda no país por ajudar a região da Europa, Oriente Médio e Norte da África a registrar seu maior crescimento de vendas em uma década.

A Ucrânia, por sua vez, tem uma importância descomunal para a Nestlé porque abriga um centro que suporta várias funções de negócios globais.

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.