“Matrix: Ressurrections” estreia hoje à caça dos recordes de “Homem-Aranha”

Redação Inset

Publicado 22/dez5 min de leitura

Resumo

Novo longa assinado por Wachowski e estrelado por Keanu Reeves tenta repetir os próprios sucessos, além dos êxitos do último filme da Marvel; nota e críticas divulgadas por site especializado em cinema decepcionam fãs da franquia

Após quase 20 anos, Neo está de volta às telonas de todo o mundo. Estreia, nesta quarta-feira (22), o filme “The Matrix Ressurrections” ou “Matrix 4”, quarto longa da famosa franquia criada pelas irmãs Wachowski. A produção, que encerra uma longa espera para os fãs do filme que surpreendeu o mundo em 1999, chega com a missão de repetir os próprios sucessos do passado e tentar bater de frente com “Homem Aranha: Sem Volta Para Casa”, que foi lançado na última semana e já coleciona números impressionantes. 

As expectativas para o quarto filme da franquia estrelada por Keanu Reeves são poucas, tanto em questão de quantidade (existem poucas previsões para a bilheteria) quanto em volume, já que a indústria cinematográfica aponta uma arrecadação de 60 milhões de dólares no primeiro dia de exibição nos Estados Unidos, metade dos 121 milhões arrecadados na estreia do filme do “Cabeça de Teia”. Vale lembrar que, ao contrário do filme da Marvel, Matrix 4 vai estrear simultaneamente nos cinemas e nos serviços de streaming da HBO. 

O novo filme das irmãs Wachowski vai precisar performar bem na bilheteria, já que a produção não foi barata. O custo total do longa não foi divulgado oficialmente, mas, segundo sites especializados em cinema, apenas para a sequência filmada na Califórnia, a produtora desembolsou 420 mil dólares para pagar o serviço da Polícia de São Francisco. Durante essas gravações, uma explosão danificou placas de propagandas e lâmpadas de rua, aumentando os gastos da produção.  

Vale lembrar que “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”, que estreou na última quinta-feira (16) com expectativa igual ou maior a de Matrix, faturou R$ 3,3 bilhões no mundo todo no final de semana de estreia e se tornou o segundo maior lançamento da história, atrás apenas de “Vingadores: Ultimato”. No Brasil, o longa da Marvel também figura como a maior estreia recente do cinema. 

Nota e crítica decepcionantes

A expectativa inicial de que Matrix 4 trouxesse de volta as glórias do primeiro filme da franquia foram quebradas, pelo menos com base nas notas do Rotten Tomatoes, site estadunidense especializado em crítica de cinema e televisão. O longa recebeu 69% de aprovação, número próximo do recebido pelo segundo filme da sequência, Reloaded (2002), mas abaixo do primeiro longa, que tem 88% de aprovação. O filme que encerra a trilogia, Revolutions (2003), é o “patinho feio”, com 35% de aprovação.

As análises de Ressurrections estão divididas. Alguns críticos afirmam que o longa é complexo (assim como os anteriores) e que é necessário assistir novamente para ter compreensão total da trama. Já outros classificaram o filme como “um tributo básico e difícil de ser acompanhado”. Matrix Ressurrections é resumido da seguinte forma pelo Rotten Tomatoes:


Citação
Se não tiver a arte original e estimulante do original, Matrix Resurrections revisita o mundo da franquia com inteligência, perspectiva oportuna e coração
Rotten Tomatoes

Sinopse

O longa se passa 20 anos após os acontecimentos de Revolutions e traz Neo vivendo uma vida comum, usando o seu nome original, Thomas. O personagem de Reeves inclusive conhece uma mulher que, supostamente, seria Trinity, mas nenhum dos dois se reconhece. Tudo muda quando uma nova versão de Morpheus reabre a mente de Neo para uma Matrix mais segura do que no passado. Neo volta a se juntar a rebeldes para combater uma nova ameaça.


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.