Yellen vai estender medidas extraordinárias de gestão da dívida até 3 de dezembro

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 18/out1 min de leitura

WASHINGTON (Reuters) - A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse a líderes do Congresso nesta segunda-feira que estenderá medidas extraordinárias de gestão de recursos para ficar abaixo do limite da dívida federal até 3 de dezembro, após um pequeno aumento no teto de endividamento ter sido aprovado na semana passada.


Yellen disse que o prolongado "período de suspensão de emissão de dívida" significaria que o Tesouro continuaria com suas suspensões de investimentos no Fundo de Aposentadoria e Invalidez do Serviço Público e no Fundo de Benefícios de Saúde para Aposentados do Serviço Postal. A medida também estenderá a suspensão da venda de ativos da Série de Governo Estadual e Local (SLGS, na sigla em inglês).


"É imperativo que o Congresso aja para aumentar ou suspender o limite da dívida de uma forma que forneça a certeza de longo prazo de que o governo irá cumprir todas as suas obrigações", escreveu Yellen em carta à presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, e outros líderes do Congresso.


(Por David Lawder)

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.