SBM Offshore reduz guidance de receita por joint venture no Brasil

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 11/nov1 min de leitura

Por Juliette Portala


(Reuters) - O grupo de serviços de petróleo SBM Offshore reduziu na quinta-feira seu guidance de receita para o ano, citando mudança em guidance da joint venture no Brasil para plataformas tipo FPSO.


A empresa holandesa, que fornece navios flutuantes de produção de petróleo e gás, prevê agora uma receita em 2021 "acima" de 2,3 bilhões de dólares, ante cerca de 2,6 bilhões de dólares anteriormente.


A SBM disse que assumiu que o desinvestimento da FPSO Almirante Tamandaré, cujos contratos foram assinados com a Petrobras em julho passado, estaria fechado após o final do ano, resultando em uma mudança no reconhecimento das receitas associadas de 2021 para 2022.


Não há impacto no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), disse o grupo, uma vez que não está previsto de o projeto atender aos requisitos que permitiriam o reconhecimento de margem neste ano.

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.