PBoC corta compulsório em 50 pontos-base e injeta 1,2 tril de yuans na economia

Estadão Conteúdo

Publicado 06/dez1 min de leitura
O Banco do Povo da China (PBoC) anunciou, nesta segunda-feira, 6, corte de 50 pontos-base na taxa de compulsório bancário (RRR, na sigla em inglês), com efeito a partir de 15 de dezembro. Com a redução, a taxa média em vigor fica em 8,4%, de acordo com comunicado divulgado.

A decisão marca a primeira queda da RRR chinesa desde julho. Segundo a instituição, no entanto, a medida é uma "operação regular" e não muda a orientação "prudente" da política monetária. A estimativa é de que a mudança no compulsório libere até 1,2 trilhão de yuans em liquidez.

O PBoC garante que não pretende recorrer à "inundação" de estímulos à economia e ressalta que o objetivo é fortalecer ajustes cíclicos, "otimizar a estrutura de capital das instituições financeiras, melhorar a capacidade dos serviços financeiros e apoiar melhor a economia real".

O banco acrescenta que a redução do RRR diminuirá os custos de financiamento para instituições financeiras em cerca de 15 bilhões de yuans, além de aumentar o apoio a micro, pequenas e médias empresas.

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.