Lagarde indica reuniões de março e junho como cruciais para a política monetária

Estadão Conteúdo

Publicado 03/fev1 min de leitura
A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, selecionou as reuniões do Conselho da entidade em março e junho como "criticamente importantes" para julgar se os objetivos contidos no forward guidance foram atingidos e, eventualmente, alterar a trajetória da política monetária.

No mês que vem, Lagarde espera que o BCE seja capaz de analisar melhor os riscos que as fortes leituras recentes de inflação na zona do euro terão sobre as projeções de médio prazo do banco.

"As surpresas de alta provocaram preocupação unânime" no Conselho da entidade, ressaltou a banqueira central.

De acordo com Lagarde, os riscos inflacionários estão apontados para cima, em especial no curto prazo, e as pressões nos preços devem continuar elevadas além do esperado, afetando a renda dos europeus.

Ela citou os custos de energia como a principal causa do movimento, que se tornou mais "amplo", refletindo as maiores pressões vistas em medidas de inflação "implícita".

Se a perspectiva de alta inflação contaminar o nível salarial, é possível que os preços subam ainda mais, alertou a dirigente. No entanto, o BCE ainda não vê "crescimento preocupante" nesta métrica, que até moderou recentemente, segundo Lagarde.

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.