Índia compra óleo de girassol russo por preço recorde

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 29/mar3 min de leitura

Por Rajendra Jadhav


MUMBAI (Reuters) - A Índia contratou 45.000 toneladas de óleo de girassol russo a um preço recorde para embarques em abril, uma vez que as cotações de óleos comestíveis no mercado indiano subiram após a interrupção do fornecimento da rival Ucrânia, disseram cinco autoridades do setor à Reuters.


O óleo de girassol da Rússia pode ajudar o maior importador de óleo comestível do mundo a diminuir o déficit em um momento em que a disponibilidade de óleos vegetais é apertada devido à decisão da Indonésia de restringir a oferta de óleo de palma e pela queda na safra de soja na América do Sul.


"Como o carregamento de navios não é possível na Ucrânia, os compradores estão tentando garantir suprimentos da Rússia", disse Pradeep Chowdhry, diretor administrativo da Gemini Edibles & Fats India Pvt. Ltd, que contratou 12.000 toneladas de óleo de girassol russo para embarques em abril.


As refinarias compraram óleo de girassol bruto a um preço recorde de 2.150 dólares a tonelada, incluindo custo, seguro e frete (CIF), na Índia, para embarques em abril, em comparação com 1.630 dólares antes da Rússia invadir a Ucrânia, disseram operadores.


O óleo de girassol era mais barato que o óleo de palma rival e o óleo de soja antes do conflito, mas como os suprimentos do maior exportador da Ucrânia pararam, os compradores tiveram que pagar um prêmio alto, disse Chowdhry.


O Mar Negro responde por 60% da produção mundial de óleo de girassol e 76% das exportações.


Os compradores indianos não estavam comprando óleo de girassol russo há quase um mês, mas agora estão fazendo pedidos porque os bancos estão abrindo cartas de crédito (LC) para as importações, disse um negociante de Nova Délhi com uma empresa de comércio global.


"Os compradores indianos estão pagando em dólares. As companhias de seguros indianas estão oferecendo cobertura para navios que trazem óleo de girassol da Rússia", disse o negociante.


Embarques de mais de 300.000 toneladas de óleo de girassol da Ucrânia para a Índia estão parados porque o carregamento nos portos ucranianos está suspenso, disse um operador de Mumbai.


A Índia importa óleo de girassol principalmente da Rússia e da Ucrânia. Importa óleo de palma da Indonésia e da Malásia, enquanto a maior parte do óleo de soja é proveniente da Argentina e do Brasil.


A Índia agora está tentando aumentar as importações de óleo de girassol da Argentina, disse Sandeep Bajoria, presidente-executivo do Sunvin Group, uma corretora e consultoria de óleos vegetais.


A Índia consome cerca de 200.000 toneladas de óleo de girassol, mas atualmente as refinarias podem importar apenas cerca de 80.000 toneladas, disse o revendedor de Nova Délhi.


Os consumidores são forçados a mudar para óleo de soja, óleo de colza e óleo de amendoim, pois os suprimentos de óleo de girassol são limitados, disse o revendedor.

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.