Guedes, sobre inflação: BC independente é o gato para caçar esse rato

Estadão Conteúdo

Publicado 30/nov1 min de leitura
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, 30, que a aprovação do projeto que conferiu independência ao Banco Central brasileiro foi feita na "hora certa", quando "preços começaram a subir". "Banco Central independente é o gato para caçar esse rato (inflação)", disse Guedes, citando altas inflacionárias em outros países além do Brasil, como Estados Unidos e nações europeias. "Inflação nos EUA e na Europa era 0% e foi pra 6%; no Brasil era 4% e foi pra 10%", citou o ministro durante participação no 93º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC).

"Precisamos fazer o certo e esperar dar certo, não ficar inventando (...) Parte fiscal foi extraordinariamente bem controlada", continuou Guedes, acrescentando que o Brasil foi o País que mais gastou na pandemia, segundo ele. "E o déficit sumiu neste ano. Não vamos empurrar custo da guerra para filhos e netos, nós mesmos pagamos", afirmou o ministro.

Guedes ainda reclamou de críticas ao governo, as quais, para o ministro, "revelam um desconhecimento e ingratidão imensa". "Teve ministro aí que colocou o teto e saiu correndo, não fez mais nada", disse.

Ao citar a escalada dos juros, Guedes afirmou que irá discutir com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) sobre o alongamento dos empréstimos imobiliários. "Talvez tenhamos que realongar empréstimos (imobiliários). Vamos sentar com Cbic e vamos conversar sobre isso", afirmou.

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.