Gavekal: Cenário mais provável é situação na Ucrânia durar mais 3 a 6 meses

Estadão Conteúdo

Publicado 04/mar1 min de leitura
O cenário mais provável para a guerra da Ucrânia é que a situação atual perdure por mais três ou seis meses, disse Anatole Kaletsky, sócio-fundador e economista-chefe da Gavekal Research. Nesse ambiente, o caso mais grave seria se houver uma escalada da sanções econômicas a Moscou, levando a uma explosão dos preços do petróleo e da inflação mundial.

"Este cenário seria extremamente negativo", disse Kaletsky na tarde de hoje em evento do BTG Pactual. Neste caso, o preço do petróleo bateria em US$ 150 o barril, a inflação subiria de forma relevante no mundo e o mercado acionário entraria em "bear market" (queda forte). O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) elevaria menos os juros.

Em um cenário de resolução rápida para o conflito, por ora o menos provável, seja por um dos lados vencer a guerra, seja intervenção da China, os ativos de risco teriam desempenho forte, incluindo os dos mercados emergentes, disse Kaletsky.

A probabilidade de mais sanções à Rússia estão altas, incluindo em petróleo e energia, avalia Kaletsky. Mas no curto prazo, esse tipo de sanção afetaria mais o ocidente do que Moscou, por conta da elevação dos preços que se seguiria, o que pressionaria ainda mais a inflação mundial. "A Europa certamente precisa do gás natural da Rússia."

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.