Conflito na Ucrânia é grande golpe à economia global e elevará inflação, diz FMI

Estadão Conteúdo

Publicado 15/mar2 min de leitura
O conflito decorrente da invasão da Ucrânia pela Rússia é um "grande golpe" à economia global que enfraquecerá o crescimento econômico e impulsionará a inflação, avaliam dirigentes do Fundo Monetário Internacional (FMI), em artigo publicado no blog da instituição nesta terça-feira, 15.

O texto é assinado pelo diretor do Departamento para o Hemisfério Ocidental do FMI e ex-presidente do Banco Central do Brasil, Ilan Goldfajn, em conjunto com outros quatro representantes da entidade multilateral.

Segundo a análise, a atividade econômica será afetada por três canais principais. O primeiro deles é o avanço dos preços de commodities alimentares e energéticas, que deve corroer a renda das famílias e pesar sobre a demanda.

O segundo será o conjunto de dificuldades no comércio, sobretudo nos países vizinhos à guerra, que ainda enfrentam alto fluxo de refugiados.

Por último, a redução da confiança das empresas e maiores incertezas entre investidores pesarão sobre os preços dos ativos, além de restringir as condições financeiras e provocar fuga de capitais de emergentes.

Países com alta exposição à região do conflito em áreas como comércio, turismo e financeira devem sentir pressão adicional, acrescentam os diretores.

Para eles, as economias dependentes do petróleo terão déficits fiscais e comerciais mais altos. "Aumentos mais acentuados de preços de alimentos e combustíveis podem aumentar o risco de agitação em alguns regiões, da África Subsaariana e América Latina ao Cáucaso e Ásia Central, enquanto a insegurança alimentar provavelmente aumentará ainda mais em partes da África e do Oriente Médio", alertam.

O artigo ressalta que as previsões econômicas do FMI provavelmente serão reduzidas no próximo relatório de perspectivas, no mês que vem. "A longo prazo, a guerra pode alterar fundamentalmente o cenário econômico e a ordem geopolítica global", avalia.

Estadão Conteúdo

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.