Açúcar bruto fecha em queda na ICE; café tem ligeiro avanço

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 15/dez2 min de leitura

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) - Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE caíram nesta quarta-feira, afetados em parte pelos mercados de energia mais fracos e pelas chuvas no Brasil, principal produtor, que ajudaram nas perspectivas para a safra de cana-de-açúcar do próximo ano.


AÇÚCAR


* O açúcar bruto para março fechou em queda de 0,36 centavo de dólar, ou 1,8%, a 19,29 centavos de dólar por libra-peso​​.


* Operadores disseram que as chuvas no centro-sul do Brasil devem aumentar as perspectivas para a safra de cana-de-açúcar do próximo ano, enquanto as projeções em vários outros países, incluindo Índia e Tailândia, também estão melhorando.


* O açúcar branco para março fechou com recuo de 7,70 dólares, ou 1,5%, a 503,20 dólares a tonelada.


* A Índia pode vender mais de 6 milhões de toneladas de açúcar no mercado mundial este ano, mesmo com a decisão da Organização Mundial do Comércio de que desrespeitou as regras ao oferecer subsídios à exportação que provavelmente não terão impacto sobre as vendas no exterior, disseram autoridades comerciais.


CAFÉ


* O café arábica para março fechou com avanço de 0,15 centavo de dólar, ou 0,1%, a 2,373 dólares por libra-peso, mas permaneceu bem abaixo da máxima de 10 anos registrada na semana passada, de 2,5235 dólares.


* O Commerzbank disse em uma nota que o clima adverso no Brasil e na Colômbia prejudicou as perspectivas para as safras do próximo ano, enquanto no Vietnã as árvores envelhecidas provavelmente apresentariam menor produtividade.


* "Não nos surpreenderia, portanto, se os preços do café não tivessem atingido o pico ainda", disse o banco.


* O café robusta para março fechou em alta de 6 dólares, ou 0,3%, a 2.303 dólares a tonelada.


(Reportagem de Nigel Hunt e Jessica Resnick-Ault)

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.