Ações europeias caem com nervosismo por Ucrânia e lucros fracos

Logo do bot da Reuters

Reuters

Publicado 01/mar3 min de leitura

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew e Bansari Mayur Kamdar


(Reuters) - As bolsas europeias despencaram nesta terça-feira com resultados corporativos fracos e nervosismo com a crise na Ucrânia, enquanto a Rússia mantém seu ataque depois que negociações de cessar-fogo entre os dois países não avançaram.


Os preços do petróleo voltaram a superar os 100 dólares por barril e o ouro, os títulos e o dólar subiram à medida que os investidores fugiam para refúgios seguros.


O índice de referência financeiro da Itália afundou 4,1% e os bancos perderam 6,8%, enquanto uma queda nos nomes de luxo viu o CAC 40 da França cair 3,9% e atingir os menores patamares em cinco meses.


Os índices aprofundaram as perdas recentes quando os russos lançaram foguetes em cidades ucranianas depois que as negociações de cessar-fogo entre a Rússia e seu vizinho do sul não conseguiram alcançar um avanço na segunda-feira.


As bolsas de valores de todo o mundo despencaram nesta segunda-feira depois que o Ocidente impôs duras sanções à Rússia, incluindo veto ao uso de reservas de 630 bilhões de dólares.


O índice pan-europeu STOXX 600 caiu 1,7%, mas um rali em saúde e em ações de mineradoras ajudou a limitar as perdas.


O setor de viagens e lazer foi o que mais caiu, 7,5%, após os resultados decepcionantes do grupo de apostas Flutter.


"A combinação do aumento dos preços do petróleo e dos custos de energia somada ao impacto das sanções que estão sendo impostas e o fechamento do espaço aéreo são ventos contrários significativos no que diz respeito às companhias aéreas e às viagens", disse Craig Erlam, analista sênior da Oanda.


A empresa de energia Shell e a empresa de transporte Maersk caíram ao reduzir a exposição à Rússia e interromper as operações, respectivamente.


O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 2,18%, a 1.732,92 pontos.


Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,72%, a 7.330,20 pontos.


Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 3,85%, a 13.904,85 pontos.


Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 3,94%, a 6.396,49 pontos.


Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 4,14%, a 24.363,56 pontos.


Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 3,43%, a 8.188,20 pontos.


Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,17%, a 5.498,27 pontos.

Logo do bot da Reuters

Reuters

Agências


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.