Quebrei, e agora? Como recomeçar depois de quebrar a conta na bolsa

Rodrigo Cohen

Publicado 23/jun5 min de leitura

Resumo

Calma, para toda conta quebrada existe um caminho de reconstrução ainda mais poderoso do que a pancada sofrida. Eu te mostro como

É péssimo, mas acontece. Em uma profissão tão dinâmica e que trabalha com um mercado tão volátil, muita gente pode se aventurar, não se proteger, não escolher as melhores estratégias, desesperar e...perder tudo. “Quebrei a conta, Cohen! E agora?” Calma, existe solução, e o nosso encontro da semana vai falar justamente sobre isso.

Quando algum trader, experiente ou não, “quebra”, uma das primeiras reações experimentadas normalmente é a insegurança. Mas pudera. Depois de um grande revés, a mente, buscando se proteger, sempre colocar questões como: “será que vai acontecer de novo?”, ou “será que consigo recuperar?”.

Essas e outras perguntas sobre esse assunto chegam para mim aos montes quase todos os dias. Então prepare-se para escutar dicas de alguém que tem tanta experiência de mercado que, inclusive, já quebrou a conta diversas vezes. Não é vergonha para ninguém vivenciar isso. Conduza a perda como parte do processo de crescimento para errar cada vez menos e se proteger cada vez mais quando as perdas se anunciarem como inevitáveis.

Quebrar acontece, insistir em estratégia diferente do seu perfil, não

Uma das últimas vezes que quebrei a conta estava com cerca de R$ 25 mil na conta da corretora. Sei que se sou uma pessoa com um perfil mais agressivo de mercado, portanto fica claro para mim que posso quebrar minha conta. Dito isso, tenho que colocar então um montante nas operações que eu tenha certeza de que não vá ser determinante nas coisas essenciais do meu dia a dia a curto prazo. Ou seja, um dinheiro que eu “posso” perder. Isso é muito importante.

Se você é propenso a não seguir as estratégias à risca ou ainda deixa o emocional te guiar além do necessário, coloque menos dinheiro na sua conta. Se tem um perfil mais conservador – mesmo que o Day Trade seja uma atividade arrojada – e não vai se sentir confortável psicologicamente para executar seu plano com valores mais altos, faça o mesmo.

Outro ponto fundamental: quebrar conta não é perder o dinheiro todo da sua vida, ficar devendo o banco, ter que vender a sua casa. Quebrar a conta é perder o dinheiro que você tem na corretora, que representa (ou deveria) uma fatia menor do seu patrimônio. Tem muita gente que coloca tudo no trade. Não faça isso.

Aconteceu. Como recomeço no Day trade?

Primeira a coisa a se fazer é não colocar a culpa no mercado, na técnica ou no professor. Acalme-se e refaça o caminho para saber onde você deslizou para que isso acontecesse. Entrou na hora errada, não saiu na hora certo ou até aumentou muito a mão? Sinto informar, mas a culpa é sua sim. Responsabilidade pelo bônus, mas também pelo ônus é essencial nesse universo. Se ressignifique de dentro para fora para voltar a operar.

Mas como dar esse primeiro passo? Não esperando demais. Comece, volte. Ao contrário, você fará como a maioria que quebra e se retrai. Fica acompanhando o mercado de longe por muito tempo, opera só com a conta demo e tem gains fictícios. Que bom que as estratégias estão dando certo agora, mas de que adianta?

Se quebrou a conta e não pode perder mais nenhum centavo, isso não é para você. Junte dinheiro para ter novamente essa chance. Agora, não há mal nenhum em perder e recomeçar baixo, investindo quantias quase irrisórias. A atitude, o “skin the game” estará presente, e é isso que eu considero essencial nessa retomada.

No entanto, não confunda cautela com medo. Recomeçar na conta demo e fazer logo em seguida a transição, ok. Recomendo. Recomeçar apenas observando e ficar na conta demo meses a fio sem operar de verdade, de jeito nenhum. Treine na conta demo para detectar onde foi que errou. Gerenciamento de risco? Mindset? Posso aprimorar a técnica? Detectou, volte pro mercado.

Outra dica valiosa nesse retorno é o Diário de Trade. Sabe o que é? Passe a anotar diariamente quantas operações fez, quais foram, onde entrou e como saiu, quanto ganhou e quanto perdeu e até como você estava se sentindo para operar naquele dia. 

Tudo isso te dá ferramentas para cruzar os dados e chegar a diagnósticos mais precisos sobre a sua atuação. Com esses diagnósticos, acredite: as técnicas que eu e outros traders de sucesso te passam vão ser executadas de uma maneira mais otimizada e passarão a funcionar muito mais.

Quebrou mesmo assim? Pense que agora você tem um documento em mãos com todo seu histórico. Isso ajuda a detectar o erro de maneira muito mais fácil e rápida. Outro ponto para te animar é que quanto mais já quebrou, mais perto está de não quebrar mais. Perder nos faz ter experiência suficiente para aperfeiçoar e mudar de rota antes que isso aconteça de novo. Quem não tem vivência nenhuma, certamente está mais propenso a cair em algumas armadilhas. Questão de mindset.

Recomece, faça seu diagnóstico e pense: “o que errei não erro mais. Posso falhar em outro aspecto, nesse não mais”. Isso trata uma confiança de atuação tão grande que vários pequenos gargalos operacionais do dia a dia não acontecerão mais, afinal, você já tem mais comando. Devagar todos somos capazes de reconstruir. Tenha paciência, siga à risca as técnicas e estratégias traçadas e conte comigo para o que precisar. Vamos construir esse caminho no trading juntos!

Rodrigo Cohen

Trader


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.