Vagas temporárias: saiba como se tornar o candidato ideal

Alexandre Diniz

Publicado 19/out5 min de leitura

Resumo

O final de ano se aproxima e a oferta de vagas temporárias aumenta. Confira como o candidato deve se apresentar após a pandemia para ter mais chances de contratação

Envato Elements
Foto: Envato Elements

Final de ano chegando, economia dando alguns sinais de reaquecimento. Vacinação avança, índices da Covid-19 melhoram, o mercado vai reabrindo suas portas cada vez mais. É tempo de quem procura uma oportunidade de trabalho olhar com atenção para as vagas temporárias. No comércio, na indústria, na prestação de serviços, não importa. Juntar um dinheiro extra em tempos atuais pode ser fundamental.

De acordo com dados divulgados pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), mais de 565 mil vagas de trabalho devem ser abertas no Brasil. Isso representa um crescimento de 20% na geração de empregos provisórios entre outubro e dezembro no país, na comparação com o mesmo período do ano passado. A pesquisa ainda estima que o setor da indústria lidere essa previsão de contratações, com 60% das oportunidades, seguido por serviços (25%) e comércio (15%).

Segundo o economista e especialista em empregabilidade, Rogerio Bragherolli, muita coisa mudou no mercado de trabalho de um ano para cá. Por isso, é necessário ao candidato que pretende conseguir uma vaga nesses moldes ficar atento a algumas competências consideradas importantes após os períodos mais críticos da pandemia.

“Competências como a flexibilidade, a proatividade e a boa comunicação passaram a ter mais relevância do que nunca. E é bom as pessoas ficarem bem atentas: a tendência é de boas ofertas. E a expectativa é grande, afinal, são mais de 14 milhões de desempregados no Brasil", comenta Rogerio.

Prepare-se com seriedade

Não é porque se trata de uma vaga temporária que a dedicação do candidato deva ser menor. Para Bragherolli, o importante de se preparar de maneira séria e correta é estar ciente de um detalhe essencial: a vaga, independentemente de ser temporária ou não, é uma oportunidade de trabalho.

“Vagas assim são chances de entrar no mercado. Elas podem gerar ou se transformar em vagas fixas. Além disso, aumentam a exposição com outras pessoas, o que melhora a atração e empregabilidade, porque traz a chance de conhecer mais pessoas e, com isso, a probabilidade de conseguir um novo emprego”, ressalta.

Não se engane pelas aparências

Tem tempo para acabar. Será? O grande erro dos candidatos em oportunidades temporárias é pensar que elas têm obrigatoriamente um prazo. Segundo o especialista, isso definitivamente não é verdade.

"A vaga pode se tornar fixa ou pode provocar novas oportunidades, como conhecer pessoas, aprendizagem, e vai ampliar o portfólio de empregabilidade. Eu entendo que, principalmente no momento tão delicado da economia, um trabalho temporário deve ser levado a sério para que conquiste maior probabilidade de resolver o problema de emprego em definitivo do candidato”, diz Rogerio Bragherolli.


Citação
A vaga temporária pode se tornar fixa ou pode provocar novas oportunidades, como conhecer pessoas, aprendizagem, e vai ampliar o portfólio de empregabilidade
Rogerio Bragherolli, economista e especialista em empregabilidade

Candidato ideal: dicas para se preparar para uma vaga temporária

Está um pouco perdido sobre como se preparar? Bragherolli ajudou a equipe do Inset e listou algumas orientações para ajudar os candidatos neste momento importante da trajetória profissional. Confira:

Fique conectado: Hoje, a maioria das vagas são encontradas por meio da internet, em portais específicos de empregos, grupos em redes sociais e em canais de grandes centros de compras, que disponibilizam oportunidades e já oferecem o espaço para se candidatarem. Muitas das atividades podem ser na área de vendas, mas, com a expansão do e-commerce, é possível encontrar trabalho também na área de logística, armazenamento, empacotamento, entre outras atividades relacionadas.

Atenção à sua rede de contatos: É fundamental aumentar sua network. Demonstre para as pessoas que você está interessado, apto e preparado para novas oportunidades. Quanto mais gente souber, melhor. Muitas conquistas de empregos, hoje, se dão por indicações.

Seja flexível: Em relação às qualificações, priorize informações relacionadas à flexibilidade profissional. Mostrar ser flexível com horários e funções facilita a adaptação e pode abrir novos caminhos.  Atualmente, é muito importante que o candidato apresente essa disponibilidade para trabalho.

Olho no tamanho do currículo: Apresente um currículo com, no máximo, duas folhas, com linguagem simples e leitura amigável, de forma que ele seja convidativo.

Comunique-se e tenha espírito colaborativo: Não tenha vergonha. Proponha, participe. Investir em uma boa comunicação falada e escrita pode mudar os rumos da sua trajetória profissional. Além disso, colabore com a sua equipe. Pensar apenas nas suas tarefas diminui a produtividade e não demostra o interesse no coletivo, que é muito valorizado no mercado.

Foto: Divulgação
Rogerio Bragherolli: "Competências como a flexibilidade, a pro atividade e a boa comunicação passaram a ter mais relevância do que nunca". (Foto: Divulgação)

Alexandre Diniz

Repórter


Compartilhe essa notícia


Esse conteúdo foi útil?

Siga o Inset

Conheça o Inter

De banco digital para plataforma de serviços integrados: o Inter se reinventou e cria o que simplifica a vida das pessoas.